Quebrando paradigmas com Engenharia de Segurança do Trabalho

  • Home
  • Quebrando paradigmas com Engenharia de Segurança do Trabalho
0800 777 00 80  /  (19) 99351-5109  /          

Quebrando paradigmas com Engenharia de Segurança do Trabalho

Postado em 06/12/2017


A Engenharia de Segurança do Trabalho é uma área, por vezes, mal compreendida ou que não possui a merecida visão estratégica. Normalmente, por conta do grande nível de detalhes e da necessidade de investimento envolvida, os gestores enxergam-na como um problema – reduzido a uma questão de custo somente –, não como uma solução, bem como não observam os aspectos produtivos envolvidos com a área.
 
Em primeiro lugar, é preciso salientar que as definições e padronizações da área possuem um aspecto legal baseado em normas regulamentadoras. Essas normas têm o caráter de definir detalhes do emprego de uma legislação. Quando um ou mais itens da norma regulamentadora necessitam de um enriquecimento de especificações técnicas, existe a necessidade de complementação com as normas técnicas.
 
Assim, é de grande importância que as empresas utilizem da adequação técnica em seu processo de trabalho, pois influencia diretamente o aumento de produtividade, a ampliação de qualidade, a representatividade no mercado e o aumento de lucratividade. Esses pontos estão diretamente ligados ao desenvolvimento do trabalho de seus funcionários, que convertem o bem-estar laboral na melhora da qualidade do trabalho desenvolvido.
 
Uma empresa que se preocupa e promove melhorias nas condições de trabalho, ligadas ao bem-estar e à saúde do trabalhador, recebe, como resultado do investimento, diversas características benéficas que vão além do desenvolvimento no ambiente laboral. Melhorias em aspectos psicológicos e sociais afetam o lar, a interação com outras pessoas nos mais diversos ambientes e geram um ciclo de bem-estar no trabalhador.
 
Fica claro que as empresas precisam visualizar e promover a manutenção de paradigmas ligados à Engenharia de Segurança do Trabalho, desenvolvendo métricas que evidenciem os benefícios pessoais dos trabalhadores. Dessa forma, quando realizada com seriedade, essa iniciativa apresentará benefícios diretos e indiretos para a própria empresa.
 
Texto: Prof. Me. Eng. Emerson de Oliveira Batista
 
Conheça nosso curso de Engenharia em Segurança do Trabalho e inscreva-se: https://goo.gl/HZbJ9Q