Coordenador lidera pesquisa do uso de colete com eletroestimulação

  • Home
  • Coordenador lidera pesquisa do uso de colete com eletroestimulação
0800 777 00 80  /  (19) 99351-5109  /          

Coordenador lidera pesquisa do uso de colete com eletroestimulação

Postado em 11/12/2019


O uso de colete de eletroestimulação conjugado a treinamento de força potencializa o ganho de força e a hipertrofia muscular. Essa é a conclusão do primeiro estudo da América Latina sobre o tema, que acaba de ser publicado no periódico científico Clinics. Desenvolvido pelo Departamento de Educação Física da Universidade Nove de Julho (Uninove), de São Paulo, o estudo foi liderado pelo pesquisador Alexandre Evangelista.

A equipe analisa o uso dos coletes por atletas amadores, com 58 voluntários dividos em três grupos: o de controle, com 16 pessoas que não se exercitaram; e outros dois, um com 21 pessoas que fizeram musculação por 20 minutos, duas vezes por semana, e outro com 21 pessoas que fizeram musculação associada à eletroestimulação de corpo inteiro, com colete da Xbody, também por 20 minutos, duas vezes por semana. Sempre no mesmo horário, pelo mesmo período de tempo, já que 20 minutos é o tempo recomendado de uso, durante 60 dias.

Ao fim de dois meses, o grupo que usou o colete teve um ganho de 24.3%, 22.0% e 43.2% de força muscular no bíceps, tríceps e quadríceps, respectivamente, enquanto o grupo que fez apenas a musculação teve ganho de 15.1%, 22.0% e 20.5%. Em relação à hipertrofia muscular, o ganho dos primeiros foi de 21.6%, 16.8% e 13.0% contra 11.9%, 9.0% e 13.0% de quem não usou a eletroestimulação.

Para medir os resultados, foram feitos dois testes: um de força em que se avaliou o quanto o participante consegue levantar, ou seja, a sua forma máxima; e um de hipertrofia através de medições feitas com uma máquina de ultrassom. Evangelista ressalta que o treino pode e deve ser adequado às condições físicas, necessidades e objetivos de cada pessoa.

Confira a matéria completa: https://glo.bo/38xyhz5